McDonald’s Mafra – O que irá acontecer?

Há muitos anos que volta e meia surgem rumores da abertura de um McDonald’s em Mafra. No entanto parece que desta vez vai mesmo acontecer. O que podemos esperar disto?

Bem antes demais, que seja um sucesso. Muita gente gosta. Muita gente odeia. Pouca gente nunca provou. No entanto o McDonald’s provou já inúmeras vezes que ganha as apostas que faz. Muito disto se deve a uma longa tradição em estudos de mercado, e um marketing muito forte e consolidado.

Em Mafra a localização que se fala, perto do Parque Desportivo Eng. Ministro dos Santos, com excelentes acessos, e perto de escolas e parques industriais, parece perfeita para isso.

Questões sobre a taxa de obesidade infantil na bela Vila, parecem-me infundadas. As crianças têm opções tão calóricas como o McDonald’s já disponíveis. E já muitos pais cediam aos desejos das crianças levando-as a McDonald’s situados noutros concelhos. Não será provável que seja por aí que algo de mal ocorra.

No entanto as consequências para a vida económica em Mafra serão reais. Para começar a mais positiva de todas, será a criação de postos de trabalho. Certo que a maioria não serão empregos de sonho e remunerados acima da média, mas serão empregos.

A segunda é para a restauração local. O caso que salta logo à vida será o do Mr. Burger. Essa grande instituição Mafrense terá os seus dias contados para muitos dos que ouvi falar deste assunto.

Não poderia discordar mais no entanto. Numa fase em que os hambúrgueres estão mais na moda que nunca, e em que as receitas alternativas e diferentes são procuradas, uma casa com tradição como o Mr. Burger nada tem a temer, desde que continue igual a si próprio.

Claro que passará a ser a solução mais rápida e fácil para muitos desenrasques. Mais será uma solução procurada para quem vai para a noite da Ericeira, ou dependendo das horas de fecho, para quem volta.

Para mim parece ser algo positivo, a confirmar-se o rumor, apenas tenho um pedido: Façam uma versão em Pão de Mafra com umas rodelas de chouriço Saloio!

 

14 comentários sobre “McDonald’s Mafra – O que irá acontecer?

  1. Sempre a enterrar o comércio tradicional, continuem a apostar e a apoiar franchising desta dimensão, e não se esqueçam que existem casas de pasto em Mafra não só neste caso o Mr Burguer como nos demais. Enfim, é a sociedade em que estamos e certamente que a Câmara Municipal de Mafra tem muito a ganhar com a vinda destas grandes marcas, como já foi o caso do Pingo Doce, Continente etc…
    Mas esquecem-se que durante anos quem alimentou Mafra foi o comércio tradicional todos os restaurantes todos os mini-mercados todas as lojinhas e cantos que a bem ou a mal dinamizavam e davam a vida possível a esta vila.

  2. É de facto um disparate, nas cidades onde já vivi, Torres Novas, Tomar, etc., desde que lá chegou o MacDonalds quase toda a restauração fechou, aquilo está sempre cheio, até durante as tardes, sempre cheio ! Depois é um franchising muito estranho pois apenas permite a abertura de lojas a 2 pessoas que são precisamente as mesmas que detêm os direitos da marca em Portugal.Sem hipocrisias, não tenho nada contra esta “cadeia”, não há mês nenhum que não vá lá 1/2 dúzia de vezes, é barato, é rápido, mas destrói tudo à volta, disso também não me restam dúvidas . Já agora, se o Mac de Mafra vai de facto avançar, também já houve dinheiro por fora para os bolsos de alguém ….

  3. Como cliente do Mr Burguer, e cliente do McDonalds, acho que é infundada qualquer comparação para além de ambos fazerem negócio de hamburguers, porque acho podem muito bem co-existir, tenho amigos que moram a 30 kilometros, com mcdonalds a beira de casa, que vêm de propósito a Mafra ao Mr Burguer… logo por aí….e para mim escolho sem pensar muito o Mr Burguer ao McD, mas às vezes é bom ter variedade não? É coisa que peca muito em Mafra, faz falta uma área comercial maior , basicamente as pessoas saem do concelho e vão fazer despesa aos concelhos vizinhos vai dar ao mesmo, dá é mais despesa aos cidadãos

    Acredito é que vá muito mais gente de Mafra ao McDonalds que são bem longe de Mafra …

    Acho que é bom para todos, nos outros concelhos existe mcdonalds e existe comercio local, e é bom para gerar emprego, directa e indirectamente.

  4. Peço desculpa eu nem sou contra nem a favor mas tenho uma coisa a dizer aos donos das lójinhas de 1 metro quadrado e pastores que vêm para aqui refilar, hoje já ninguém vive de uma vaca e é melhor perceberem isso o mais rápido possível, esta historia é tale-qual à construção do pingo-doce, a reacção foi exactamente a mesma… diziam que ia ser problemático etc… REPAREM como Mafra está graças ao pingo-doce… é o super mercado que factura mais, e vejo imensos miúdos la trabalhar por isso o que der mais dinheiro e emprego melhor principalmente um MEC não deve faltar gente a querer ir lá trabalhar por isso os preocupados com as suas mercearias podem estar calados porque isso já não traz dinheiro nem emprego a ninguém e uma venda de hamburguês não tem nada a haver uma coisa com a outra, estou a referir-me principalmente para o senhor que estava a dizer que quem alimentou Mafra antigamente foi o comercio tradicional, amigo estamos já em 2014 e mesmo assim tenho a certeza que não vai afectar nada do que é seu, acorde para a vida.

  5. Para alguém de Carcavelos e do IST, acabaste de perder uma boa oportunidade de estar calado.

    1º Vocês “fartam-se” de ter restaurantes tão bem colocados como o Mc de Santo Amaro e que têm o mesmo volume de negócio na zona.
    2º Mafra, era, até abrir o BurgerKing na Ericeira, um concelho sem fast-food. Isso reflectia-se nos hábitos de alimentação comparativamente às pessoas, por exemplo, de Torres.
    3º É óbvio que vai ter impacto no comércio local! Tudo o que é vendido no Mc, não é vendido no resto das lojas. É assim uma matemática tão dificil?

    Quanto ao pingo doce, vão lá ver as condições de trabalho e ordenados comparados com o comércio tradicional. Além disso o comércio tradicional emprega muito mais do que os grandes centros.

    Por fim, acredito que sejas dos que bate palmas ao que vão fazer na tua praia…

    É pena que não tenhas prestado mais atenção às aulas de gestão…

    Acho também completamente justo que uma empresa indiana cilindre a “Aubay”… Não vejo porque é que uma empresa indiana que trabalha a 10% dos salários e vende a 10% do preço, não poderá concorrer com uma multinacional francesa em portugal… afinal, as empresas indianas empregam muitos mais do que a Aubay…

    Por fim, abram os olhos Tugas, as economias como Suiça, Austria e Filândia têm um comércio tradicional bastante forte… Mas pronto, mais vale haver muito ricos e muito pobres…

  6. Macdonalds em Mafra – Uau, finalmente……Criação de postos de trabalho – Excelente, taxa de desemprego a baixar (e não por terem emigrado)……Como tudo o que passa no País, só tenho pena de toda a politica envolvida nesta abertura…quem é que sempre vetou a abertura deste espaço no concelho e irá agora ser o dono, quem é? Tinha de garantir o rendimento claro. Gostava era que as pessoas a quem foram vetadas as autorizações se manifestassem e questionassem o motivo da mudança de opinião….

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: