Faz hoje um ano que inaugurei este blog, escolhendo uma data que me diz muito, o dia em que a nossa nação passou a existir de facto, o dia da Batalha de São Mamede, onde as tropas do condado Portucalense chefiadas pelo então jovem D. Afonso Henriques repeliram as forças de Leão, vindas da Galiza. Mas dessa data falarei noutra altura.

Quando iniciei este blog não sabia bem o que esperar dele. Sabia que desde à muitos anos andava demasiado ligado a Lisboa, e menos a Mafra, e às terras que a rodeiam, e neste ano tudo mudou. Criei isto numa altura complicada da minha vida pessoal, com muitas mudanças, e hoje considero que estou melhor, mais forte, mais vivo. A regularidade deste blog foi tudo menos impressionante, mas as estatísticas deixam-me satisfeito. As pessoas chegam muito aqui via motores de busca, o que mostra que privilegiar os artigos mais longos não é uma aposta totalmente errada, mesmo que isso seja pior para fixar leitores. Ao fim de um ano quase três mil pessoas diferentes passaram aqui, o que me deixa feliz, se bem que não é nem de perto nem de longe o site que fiz com mais visitas. No entanto a estatística tempo de permanência por visita me deixa agradado, pois em média quem aqui chega raramente fica menos de um minuto, e muitos deles passam bem mais, o que prova, pelo menos em teoria, que acabam por ler. E ver que os textos sobre Ary dos Santos e sobre o Hino da Maria da Fonte são dos mais visitados, e que atraem muita gente via google, deixa-me feliz, e a pensar que mesmo que pouco, por vezes fiz algum serviço público.

Polémicas tive poucas, fora um caso com o Pedro Tomás, a quem deixo desde já um convite renovado para o tal café, que por calendário apertado nos últimos meses para mim tem sido impossível. Mas que conto ter em breve algum, até porque posso demorar, mas não esqueço, e uma conversa para falar de ideias sobre a vila, e o futuro sabem sempre bem.

Espero continuar por muito tempo a escrever neste cantinho, do qual hoje já conheço a voz. Obrigado a todos os que me leram, concordando ou não comigo.

6 COMENTÁRIOS

  1. Caro Bruno, saudo o teu Blog e faço votos para que continues a escrever da forma que já nos habituastes.
    O cafe continua à espera pois claro!!!
    Abraço.

  2. Sim senhor…gostei da apresentação em tons de verde (claramente traços dignos de um verdadeiro Sportinguista) e o conteúdo não deixa a desejar, espero que publiques mais textos para eu ter o prazer de os “flamar” – ou nao…
    Gd abraço

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.