Um dos alunos alegadamente agredidos, Carlos Sousa, de 17 anos, conta que houve violência da parte da Polícia e também dos alunos. “A Polícia bateu-nos e nós reagimos. Mas a acção deles foi excessiva”, relata o estudante do 8.º ano que pretende ainda apresentar queixa entre hoje e amanhã na esquadra de Alfragide.
-in Expresso

Coitadinho do aluno, que foi provavelmente provocado pelo policia mauzão. Muito podia dizer sobre estes casos, mas reparem só na idade e ano de frequencia da “vitima”. Tendo em conta que aos 17 anos se deverá andar pelo 11º ou 12º ano de escolaridade, ainda para mais no ensino ultra facilitista actual onde só se reprova, e por vezes, até ao 9º ano por faltas ou comportamentos incorrectos, muito bem comportado deve ser esta “vitima”…

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Facilista apenas para quem não merece. Também eu tenho 17 anos, 12º ano (a começar aquando do começo (?) deste ano lectivo), farta da escola, mas no entanto não sou agredida pela polícia por andar farta dela (leia-se, escola).
    Parece que agora já ninguém reprova até ao 9º ano, ou seja, mais m**** nas escolas. É desta que tenho uma depressão, por realmente me fartar da escola.
    Parabéns pelo/s blog/s que faço questão de ler.

  2. Ah, também aqui presto a minha homenagem a este “aluno” (??) que se viu agredido por “um polícia mauzão”.
    Já não há respeito neste país, é o que é!
    E os que se esforçam para estudar e andar a pagar (eu) para os “coitadinhos” (???) andarem a ser agredidos por polícias mauzões é que se lixam.
    Enfim, é assim a vida…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.