20130211-085628.jpg

Como é tradição neste meu espaço, os textos vêm tarde, mas espero que não a más horas. Normalmente começasse o ano com um pequeno texto de preparação para o que aí vem, cheio de esperança num ano que vai ser em grande. Este ano infelizmente pouca gente neste caminho à beira mar plantado pensou dessa forma.

Somos um povo antigo, resiliente, mas normalmente esperançoso. É típico do português quando lhe acontece algo negativo descobrir que afinal podia ter sido bem pior. Desta vez não é isso que vejo acontecer. Estamos mais cinzentos que nunca, nem as festividades natalícias parecem ter trazido o mesmo calor habitual.

E nem foi o pior, pois esse veio com o fim de Janeiro, e o vencimento ser pago. Fazendo contas por alto a maioria das pessoas perdeu cerca de dez porcento do seu rendimento. Isto, aliado à taxa de desemprego histórica leva a um mau estar geral e palpável.

Podia estar aqui durante horas a escrever sobre o que considero ter levado a esta crise. E seriam horas mesmo, pois erros com desde à cinquenta anos, de governantes, empresários e população em geral, foram-se acumulando e parece que estoiraram todos de uma vez. Mas o que quero vir dizer é que ainda acredito neste pais e na sua magnifica gente. Por muito que me custe ver amigos a seguirem para o o estrangeiro, outros no desemprego ou com empregos precários, ainda consigo ver algumas coisas a mudarem para melhor.

Sejam os hábitos a serem corrigidos, os mercados a voltarem a ser um local onde muita comida fresca é transaccionada, até ao surgimento de algumas startups interessantes como a Padaria Portuguesa ou o Mercado Saloio.

Como disse Fernando Pessoa:

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
define com perfil e ser
este fulgor baço da terra
que é Portugal a entristecer –
brilho sem luz e sem arder,
como o que o fogo-fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quere.
Ninguém conhece que alma tem,
nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ância distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje és nevoeiro…

É a Hora!

8 COMENTÁRIOS

  1. You have made some really good points there.
    I checked on the net to find out more about the issue and found most people will go along with your views on this site.

  2. I’m not that much of a internet reader to be honest but your blogs
    really nice, keep it up! I’ll go ahead and bookmark your website to come back in the future. Many thanks

  3. Hello there! Would you mind if I share your blog with my facebook group?

    There’s a lot of people that I think would really appreciate your content. Please let me know. Cheers

  4. Hey there! Would you mind if I share your blog with my facebook group?
    There’s a lot of folks that I think would really appreciate your content.

    Please let me know. Thanks

  5. If you’ve hired a web designer to build your website ask them to recommend what hosting your site
    going to require plus alot web design and seo companies these days offer
    free web hosting and domains in their prices.
    Therefore if you want to give a thrust to your business organization, hire sharepoint web hosting services from an expert web hosting service provider.
    When a host disappears, its customers are typically left out of pocket.

    Feel free to surf to my weblog … web hosting india (Belen)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.