Angola – fim de uma parceria, e as questões que se impõem fazer

400px-José_Eduardo_dos_Santos_2Hoje, com pompa e circunstancia, o Presidente da Republica de Angola, José Eduardo dos Santos, anunciou que acabou a parceria estratégica entre este país e Portugal. O que me levanta de imediato algumas questões:

– O que era afinal esta parceria estratégica, e o que é que ela rendeu para Portugal até hoje?

– Que vantagens tinham as empresas portuguesas com esta parceria?

– O que muda para as empresas portuguesas com esta mudança?

– Os benefícios que foram dados a angolanos, nomeadamente na compra de participações em empresas Portuguesas, serão mantidos, continuados ou devolvidos?

– O que significa isto para os milhares de cidadãos portugueses que se encontram a trabalhar em Angola?

– E o que significa para os turistas de Angola, carregados de dinheiro enquanto no seu país se vive fome extrema, que vêm gastar dinheiro em marcas de luxo em Lisboa?

E a mais importante de todas:

– Faria algum sentido tentar censurar ou de outra qualquer forma limitar, a nossa liberdade de imprensa, para satisfazer um regime pouco democrático que é nosso amigo?