P.J. PROUDHON
P.J. PROUDHON

Ironia, verdadeira liberdade! És tu que me livras da ambição do poder, da escravidão dos partidos, da veneração da rotina, do pedantismo das sciencias, da admiração das grandes personagens, das mystificações da politica, do fanatismo dos reformadores, da superstição d’este grande universo, e da adoração de mim mesmo.

P.J. Proudhon

A ortografia usada segue as normas pré-reforma republicana, visto ter usado uma tradução de Eça de Queiroz nas Farpas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.